“Serra da Estrela – Montanhismo e Escalada Invernal”

Por Era Uma Vez No Trilho | Montanhismo e Escalada

Serra da Estrela - Montanhismo e Escalada Invernal

Pode dizer-se com toda a propriedade que o livro “Serra da Estrela – Montanhismo e Escalada Invernal” é um guia pioneiro e único no nosso panorama.

Está escrito de uma forma muito interessante e conta com uma excelente apresentação gráfica. Foi recheado de fotos de grande qualidade e de uns croquis de estilo profissional. Confesso que me impressionaram logo ao primeiro contacto.

Pode ser um pouco limitado da minha parte mas o meu primeiro pensamento foi: “parece mesmo um daqueles livros que vemos lá fora”. Numa análise mais pormenorizada, rapidamente percebi que, em vários aspectos, chega a ser superior a edições dedicadas a outros maciços de algumas editoras de renome.

Para além da vasta informação técnica destinada à utilização prática no terreno, inclui também uma abordagem à história do montanhismo na Serra da Estrela. Documenta em detalhe os corredores de neve, cascatas de gelo e vias de escalada mista que podem ser encontradas na Serra, e tem ainda referências históricas e citações de obras bastante anteriores.

Serra da Estrela – Montanhismo e Escalada Invernal

O seu autor é o Paulo Roxo, que considerou que “esta foi, mais do que tudo, uma obra de amor”. E por falar em
amor, a Daniela Teixeira foi também fundamental em todo este trabalho. Tal como, acredito, outros também o foram. A Daniela e o Paulo, tal como os seus feitos e aventuras, são conhecidos por muitos.

É impossível resumi-los aqui em poucas palavras e, nem é esse o objectivo. Apesar de ser um pouco redutor, vou dizer apenas que o Paulo Roxo é o escalador português que mais itinerários de parede e montanha inaugurou em Portugal e no estrangeiro.

A Daniela Teixeira foi a primeira alpinista portuguesa a conquistar uma montanha com mais de 8.000m, o Cho Oyu (8.201m). É a única portuguesa que o fez sem recurso a oxigénio artificial.

Foram também os primeiros e únicos alpinistas portugueses a escalar uma montanha virgem nos Himalaias.

Uma garantia que temos, devido a esta exploração incessante que fazem de novos locais, é que rapidamente haverá novidades. Novas vias surgirão na “nossa serrinha”. Mais ano menos ano vai ser preciso uma edição atualizada, e com mais duzentas páginas!

Com certeza que ao pegarem mais em detalhe neste livro, vão ficar com uma vontade incontrolável de calçar as botas e os crampons! De se agarrarem aos piolets com toda a força e porem os pés ao caminho como se não houvesse amanhã! Pode ser este o pretexto para conhecer melhor a zona e até para desenvolver as capacidades de montanhismo e escalada.

Uma última nota para a forma como o livro foi financiado. Alguns talvez estejam recordados do “crowdfunding informal” lançado pelo Paulo para financiar a edição. Foi sob a forma de compra antecipada que um número considerável de pessoas apoiou este projeto. Na minha opinião, só alguém muito respeitado e considerado na comunidade, poderia ter tido uma abordagem deste género e obter tanta adesão como resposta.

Visitem o site do livro em topos.pt. Se ainda não o têm, recomendo vivamente que façam o investimento. Passem também no blog Rocha Podre e Pedra Dura onde podem seguir as aventuras do Paulo Roxo e da Daniela Teixeira.

Se já tens o livro, deixa-nos a tua opinião no espaço de comentários abaixo. O que gostaste mais? Tens alguma sugestão para algo que possa ser melhorado? Se ainda não o tens, deixa-nos a tua opinião sobre este assunto e sobre o que é para ti a Serra da Estrela. Obrigado.

Seguir

Sobre o Autor