A Volta ao Mundo das Corridas em 23 Letras

Inspirado na aventura de Phileas Fogg, o pontual aristocrata inglês de Júlio Verne, resolvi lançar-me, não numa volta ao mundo em 80 dias, mas sim numa volta ao mundo das corridas em 23 letras.

Cada um de nós tem a sua história, e por esse motivo cada letra tem associado um pensamento e um significado diferentes. Esta é um pouco da minha história ligada às corridas. Vocês hão-de ter a vossa. Vamos descobrir essas diferenças?

Abutres – Trilhos dos Abutres, a minha primeira prova de Trail. É uma prova especial, com um enquadramento espetacular, e que já consegui voltar a fazer. A introdução do sorteio diz muito acerca da procura de inscrições.

Banho – E a seguir a um Trail lamacento, ou em que suámos em bica, o que há melhor do que um bom banho?!

Caminhar – As corridas de Trail começaram no seguimento das caminhadas e do montanhismo. Estar nos grandes espaços é uma paixão! Caminhar tem a vantagem de se saborear melhor a envolvente. Não sou de todo rápido, mas às vezes nas corridas parece que acontece tudo muito depressa.

De Sedentário a Maratonista – Muito mais do que um blog ou uma fonte de informação. Uma inspiração! Se não conhecem, recomendo uma visita atenta.

Equipamento – Necessário e muito importante nesta coisa das atividades ao ar livre. Para mim é um interesse particular, ao qual estive ligado de muito perto, e que espero trazer como um dos principais assuntos do Era Uma Vez No Trilho.

Família – Inúmeras vezes companheiros de trilho, estrada ou parque. Sem o seu apoio, paciência, e tantas vezes sacrifícios, não seria possível praticar e tirar tanto partido deste desporto.

Grande Prémio da Páscoa de Constância – Falando em família, esta foi a primeira prova em que até um dos pequenos cá de casa participou. Se eles gostarem, mesmo com meses, é possível integrá-los nas atividades ao ar livre ou nas corridas em particular. O pai empurrou o carrinho e o pequeno cortou a meta como os grandes.

Hoje – Se ainda não corres, hoje é o dia ideal para começar!

Se ainda não corres, HOJE é o dia ideal para começar!

Click to Tweet

Ilha da Madeira – Terra do Madeira Island Ultra Trail (MIUT). Referência no Trail nacional, e já e cada vez mais, também no internacional. Quem sabe um dia?!

Jornet – Kilian Jornet, o “apaixonado pelas montanhas” que já tem um lugar na História. Figura incontornável para quem segue o Trail e a Montanha.

Liberdade – O que nos enche quando desfrutamos na natureza.

Montejunto – Para mim é uma serra especial. Lá comecei por andar de bicicleta, nos seus 15% de inclinação. Depois caminhar e aproveitar as belas paisagens. Mais tarde escalar no Montejunto Novo e Montejunto Velho. E nos últimos anos também correr, serra acima, serra abaixo.

Novembro de 2012 – Mês em que “comecei a correr”. A brincar a brincar já lá vão uns anos. Também já houve duas paragens entretanto. Com a saúde não se brinca.

Optimismo – A melhor forma de encarar as dificuldades, também na corrida.

Piodão – Pequeno paraíso escondido na Serra do Açor. Recomendo vivamente esta prova. E uma ida com tempo, para passear e aproveitar bem tudo o que a região oferece.

Quarta-Feira – Dia de treino dos Alenquer Night Runners. Excelente grupo e grandes atletas.

Respeito – Pelos outros e pela natureza. Algo tão básico mas ao mesmo tempo tão descurado por muitos.

São Silvestre dos Olivais – Primeira prova em que participei. Se querem começar a correr, aconselho vivamente a que se inscrevam numa prova. Tornam o vosso objectivo mais real e a motivação para treinar aumenta.

Treino – Trabalho, trabalho, trabalho. Sem trabalho não se atingem os objectivos! Qualquer que seja a área.

UTMB – Ultra Trail du Mont Blanc. Ainda a grande referência das provas de Trail. Sonho para muitos, objectivo de uma vida para outros. Quem o termina nunca mais será o mesmo.

Velocidade – Um dos objectivos para os próximos tempos, tornar-me mais rápido. Vai ter que ser planeado com muito cuidado. Vamos ver o que vai dar!

Xisto – Aldeias de Xisto, doze das quais na fantástica Serra da Lousã, território de excelência para o Trail. Vale sempre a pena voltar.

Zona de Conforto – A corrida é também um constante desafio a sair da nossa zona de conforto. Só assim se pode melhorar um pouco mais a cada dia.

Chegados à letra Z, fica o desafio… qual é a tua volta ao mundo das corridas em 23 letras? Deixa as tuas sugestões na zona de comentários abaixo. E se gostaste da ideia partilha com os amigos e nas tuas redes sociais! Obrigado.

Sobre Era Uma Vez No Trilho

Manuel Veigas é o autor do Era Uma Vez No Trilho. Descobre mais em SOBRE e nas redes sociais.

Deixa o Teu Comentário

O teu endereço de email não vai ser publicado.Os campos marcados são obrigatórios *

*

x

Vê Também

5 Objectivos Para Correr Melhor em 2017

5 Objetivos Para Correr Melhor em 2017

Agora que o final do ano já lá vai, que a avaliação ...

Recebe conteúdo exclusivo no teu email

x